Como evitar o descolamento de placenta durante a gravidez? - Informe Saúde

Como evitar o descolamento de placenta durante a gravidez?

A placenta é um órgão altamente especializado tanto na troca de nutrientes e gases entre a mãe e o feto quando na produção de hormônios que ajudam a sustentar a gravidez.
O descolamento da placenta pode ocorrer em qualquer fase da gravidez e, naturalmente, terá consequências maiores ou menores dependendo da fase ou da área descolada.
Por volta do final da segunda semana de gestação ocorre uma série de transformações no saco embrionário e parte dele irá se transformar numa estrutura denominada de cório ou córion que mais tarde dará origem à placenta.
Há uma resistência natural da parede uterina (endométrio) à invasão da porção que avança para se inserir na parede e garantir as trocas uteroplacentárias.
Já se teve oportunidade de comentar diversas situações que podem causar um descolamento do território de implantação (ainda não se chama de placenta) e até mesmo da placenta , nas fases mais tardias da gravidez.
O acúmulo de sangue atrás da placenta (hematoma retroplacentário, ou seja, hemato quer dizer tumor de sangue e retroplacentário quer dizer atrás da placenta) deve-se a uma perda de contato e como é uma zona muito irrigada ocorrerá sangramento.

As causas dos descolamentos, principalmente nas fases iniciais da gestação, são: 
Falha de implantação;
Defeitos embrionários; 
Traumas;
Ao final da gestação a grande causa é a pressão alta (hipertensão arterial); 

Quanto maior a área de descolamento pior para a gravidez. Todas as trocas maternas e fetais ocorrem por meio desse mecanismo. De forma que a interrupção pode inviabilizar a gravidez.

Há alguns recursos que podem ajudar a evitar esse processo:
Fazer repouso;
Manter abstinência sexual;
Tomar alguns medicamentos prescritos pelo médico; 
Aumentar a ingestão de líquidos, de preferencia água.

Infelizmente, não há muitos meios de prever a ocorrência. O seu médico é quem decidirá pela utilização de medicamentos ou não. 
Uma vez que o processo cesse não haverá consequências para o futuro de gestação. O organismo cuida de refazer as pontes e a gravidez se continua sem outros problemas.
Nas fases finais da gravidez o descolamento é mais grave pelo risco materno e fetal. Dependendo do tamanho do descolamento a gravidez será encerrada por meio operatório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages